Home  »  Empresa »  Ética
Ética

PRINCÍPIOS ÉTICOS

"Uma empresa sustentável é uma empresa ética. Esta é a minha convicção, esse deve ser o foco da GDF SUEZ ". - Gérard Mestrallet, Presidente e Director-Geral do grupo GDF SUEZ

  • AGIR EM CONFORMIDADE COM AS LEIS E OS REGULAMENTOS: Os funcionários do grupo devem em todas as circunstâncias respeitar as leis internacionais, federais, nacionais e locais assim como os códigos de conduta profissionais aplicáveis às suas actividades
  • INSTITUIR UMA CULTURA DE INTEGRIDADE: Integridade necessária para evitar todos os conflitos entre os interesses pessoais e os interesses do grupo; A integridade é sustentada na crença absoluta da obrigação de respeitar determinados valores; Assim, ela cria um clima de confiança e actua como um escudo contra práticas corruptas
  • DEMONSTRAR LEALDADE E HONESTIDADE: Os funcionários do grupo estão totalmente emprenhados em cumprir com os seus compromissos; Sempre que comunicarem, dentro ou fora da empresa, fazem-no de forma construtiva e de boa fé, com a intenção de dar informação verdadeira, precisa e compreensível
  • RESPEITAR OS OUTROS: Este princípio aplica-se sobretudo no respeito pelos direitos dos indivíduos, na sua dignidade e suas diferenças, bem como no respeito por outras culturas; Aplica-se também aos bens corpóreos e incorpóreos pertencentes a terceiros

Os 4 princípios fundamentais aplicam-se em qualquer circunstância aos 3 círculos em que a empresa exerce a sua actividade:

  • CÍRCULO DO GRUPO: Todos os Funcionários, Entidades e Subsidiárias em conjunto com os Accionistas
  • CÍRCULO DO MERCADO: Clientes, Fornecedores e Concorrentes
  • CÍRCULO DA SOCIEDADE: Comunidade, Autoridades Locais, Culturas Diferentes e, claro, o Ambiente

Os Princípios Éticos do Grupo GDF SUEZ foram elaborados com base nos modelos de referência internacionais, nomeadamente, Declaração Universal dos Direitos do Homem e seus Protocolos Adicionais, Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Directrizes para Organizações Multinacionais estabelecidas pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico e Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção.